Crônica de um Reencontro



Cinco anos depois, por um acaso destes da vida novamente se encontraram. Incrivelmente, ainda havia o mesmo brilho nos olhares e a mesma magia, quando se cruzaram.


Foi tão inesperado, tão cegamente imprevisível que nada disseram. Ficaram paralisados, achando que aquela visão do passado, jamais tornaria a se repetir. Seguiram em silêncio, sem saber o que dizer ou tomar alguma atitude, que quebrasse o encanto.

 Daria para duvidar, mas havia no ar o mesmo perfume que jamais puderam esquecer. Ainda assim, mantiveram os passos, sem olhar pra trás, ignorando os corações acelerados, que pareciam querer deixar os corpos e se unirem novamente; até que uma curva os separou.


Talvez tornasse acontecer ou talvez aquela tivesse sido a última oportunidade. O certo é que ambos choraram nos dias seguintes, daquelas noites intermináveis.

                                                                                                                                                                                    09/09/2018.

 















Carlos Lucchesi
Voltar